domingo, 25 de setembro de 2011

Acidentes, não fique no prejuízo





Os acidentes de trânsito, mesmo sem vítimas, podem acabar na justiça. Não é preciso fazer o registro de ocorrência, mas muitas vezes os acordos feitos no local não são cumpridos.
O condutor deve tomar alguns cuidados nestes casos, para evitar muita dor de cabeça no futuro. O básico é anotar placas e telefones de todos os envolvidos no acidente.
Mas está aumentando o número de motoristas que prometem pagar os prejuízos e somem.
O código Brasileiro de Trânsito só obriga o registro de um boletim de ocorrência quando há vitima. Se na hora do acidente os motoristas não se acertarem, cabe a Polícia Militar preencher um talão de ocorrência. Deve-se pedir uma cópia do registro.
Quando não existir vitimas em um acidente, a melhor coisa e buscar um acordo. Mas quando ele não for comprido a dívida deve ser cobrada na Justiça.
Para evitar que a pessoa volte atrás no acordo, pede-se ainda fotografar o veículo e pegar uma declaração do mecânico, pois, em batidas um pouco mais graves, a lesão pode não aparecer na hora e a pessoa recorrer depois.
Entrando na justiça a pessoa recebe a intimação para comparecer à delegacia e prestar um depoimento ou, pelo menos, tomar conhecimento daquilo que aconteceu. Será encaminhado depois ao juiz ou termo circunstancial, se for uma lesão leve, ou então haverá um inquérito policial para apurar o fato se tiver uma lesão com outros riscos.
 Fonte: G1


Tags: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário