quinta-feira, 3 de março de 2011

GREVE DE PROFESSORES

Balanço positivo da greve nas regionais


Nos dois primeiros dias de greve dos trabalhadores da educação estadual, foram registradas  adesões em massa em quase todas as regionais do SINPROESEMMA no interior do estado. Na regional de Pinheiro, na Baixada Maranhense, por exemplo, a situação  é de total adesão dos trabalhadores de educação à greve iniciada nesta terça-feira. Os educadores se concentram todos os dias no Centro da cidade e fazem panfletagem, levando informações sobre o movimento para a população do município.

Codó

Na regional de Codó, todas as escolas do município e dos demais que fazem parte dessa regional estão paradas. De acordo com relatório da diretoria regional de Codó, os educadores iniciaram a greve informando à população os motivos que levaram os profissionais à paralisação. “Tentou-se ao máximo evitar a greve, com incessantes negociações com o governo do Estado, que demonstrou inflexibilidade a qualquer tipo de acordo”, explica a direção.
No primeiro dia de greve, os educadores de Codó se concentraram na Praça da Bandeira, em frente à Unidade Regional de Educação, onde conscientizaram a população sobre o movimento, por meio de material informativo. À tarde, a categoria fez ronda nas escolas, sensibilizando alunos e professores, levando-os à reflexão sobre a importância da greve para melhorar a educação no estado.

Itapecuru Mirim

Na regional de Itapecuru-Mirim, de acordo com relatório da direção, também houve total adesão à greve. Todas as escolas da sede do município e de outras localidades ligadas à regional paralisaram suas atividades, seguindo a determinação do comando de greve, definido nas assembléias regionais. Os trabalhadores se concentram na Praça da Biblioteca, no Centro da cidade, onde fazem ato público e panfletagem, conscientizando a população sobre a importância da paralisação.
Nesta sexta-feira,4, os educadores de Itapecuru estarão nas ruas da cidade com o arrastão do bloco carnavalesco “Heróis da Resistência”, onde pretendem chamar a atenção da sociedade para a situação dos trabalhadores da educação, por meio de distribuição de panfletos. A direção do núcleo de Itapecuru convida a todos que queiram se integrar ao bloco de protesto.
Texto: Cláudia Leal/Ascom-Sinproesemma

Nenhum comentário:

Postar um comentário