domingo, 13 de fevereiro de 2011

Ave Maria em bandeira vira motivo de atrito entre evangélicos e católicos

Os católicos de Sidrolândia (MS) reagiram ao abaixo-assinado
 encabeçado pelo pastor evangélico Adilson Machado de Souza
para que a inscrição “Ave Maria” seja tirada da bandeira da cidade.

Luis Medalha, do Conselho
 Pastoral da Paróquia Nossa
 Senhora da Abadia, escreveu
 uma carta com a advertência: “Irmão Adilson: estamos preocupados com você! Por quê?
 Ora, porque quem se irrita com
o nome de Maria é o diabo.”

Com 71 mil habitantes, Sidrolândia fica a 71 km de Campo Grande.

O pastor resolveu promover o abaixo-assinado – que já tem mais de mil assinaturas – para reforçar uma ação judicial contra a prefeitura.

Medalha argumentou na carta que, diferentemente do que acreditam
 os evangélicos, o “Ave Maria” na bandeira não é uma idolatria e acusa
o pastor de estar sendo movido pelo ódio. Ele citou João 2:9: “Aquele
que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas.”

O argumento do evangélico é de que a inscrição beneficia a Igreja
Católica, em prejuízo das demais religiões. Alguns católicos afirmam
 que o pastor está sendo hipócrita, porque ele ficaria quieto se a
referência na bandeira fosse a Jesus.

A Defensoria Pública do Mato Grosso do Sul examina a questão
 para, se preciso, mover ação pela retirada da referência religiosa
da bandeira.

Pela Constituição Federal, o “Ave Maria”
não poderia ser estampado na bandeira
de uma cidade, não porque favorece uma única religião, mas pelo fato de o Estado
 ser laico.

Com informação do Região News.

Defensoria Pública de MS quer que cidade tire ‘Ave Maria’ de bandeira.
fevereiro de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário