domingo, 2 de janeiro de 2011


89% acredita na igualdade religiosa

Religião: Portugueses são dos mais tolerantes

Um estudo sociológico alemão sobre religião e política revela que 89 por cento dos
 portugueses crêem que todos os grupos religiosos devem “ter direitos iguais”. Este
 resultado lidera os países da União Europeia.
    Portugal destaca-se como mais tolerante quanto à igualdade religiosa contra 86 por 
    cento registados na França; 72% na Dinamarca e 82% na Holanda. A Alemanha
     registou uma maior tolerância na região ocidental com 53%, contra 49% registados
     no Oeste.
    Quando questionados sobre se a pluralidade religiosa gera conflito ou enriquecimento 
    cultural, desce para 80% o número de portugueses tolerantes que apostam no enrique-
    cimento cultural, a par dos dinamarqueses e holandeses.
    A Alemanha registou 70% e a França 59% de tolerantes quanto à pluralidade.
    A escolha dos países incidiu nos diversos patamares de diversidade religiosa, embora
     tenha focado o Islão, devido aos acontecimentos mundiais da última década.
    Portugal foi escolhido para o estudo para contrastar, dado que “a diversidade religiosa” 
    não é tão pronunciada como nos outros países inquiridos.
    A Alemanha foi dividida em dois blocos geográficos, durante a análise, devido ao elevado 
    número de imigrantes muçulmanos, concentrados sobretudo nas regiões ocidentais.

    França debate-se actualmente com a controvérsia em torno da proibição do uso da burca,
     além das tensões sociais e consequente violência usada pela polícia sobre jovens 
    muçulmanos, lê-se no enquadramento. 

    A Dinamarca "foi alvo de todas as atenções quando um jornal, em 2005, publicou cartoons
     do profeta Maomé" e a Holanda assistiu ao assassínio do realizador Theo van Gogh, autor
     de um filme que os muçulmanos consideram ofender e distorcer os preceitos islâmicos, de
     acordo com o mesmo documento. 

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário